(73) 98121-8979  | 

Itabela: Sindicatos da região cobram verba indenizatória "Precatório" e fazem reivindicações.

Postada em 30/11/2017 20:06:08 - Atualizada em 30/11/2017 20:47:12
Por: JNHOJE

 

Nesta quinta-feira (30), Sindicatos que abrangem a categoria da educação - APLB, Sindiacscer - Agentes de Saúde e Endemias, e Sinsppor, organizaram uma caminhada com profissionais, saindo do colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães até a porta da Câmara de Vereadores.

No trajeto os professores e funcionários de diversos setores da saúde e educação, fizeram reivindicações, dentre elas a verba indenizatória do PRECATÓRIO, tema este que está sendo palco de discussões em vários municípios da esfera nacional.

Com a parada do carro de som, parlamentares subiram para reforçar o apoio à classe e dizer que estão a favor da luta e que esperam ansiosos por um posicionamento favorável do gestor.

Já o gestor municipal Luciano Francisqueto, que estava a viagem neste dia, informou por telefone ao JNHOJE, que sempre esteve apoiando a luta dos trabalhadores e cumprindo com seu papel de pagar em dia os vencimentos dos funcionários da rede municipal. Ainda afirmou que apoia a luta dos profissionais, mas que ao mesmo tempo deve ter muita cautela.

Quanto a outros questionamentos de outras categorias que apoiaram a caminhada, como Plano de cargos e carreira, que já é lei, o prefeito disse estar estudando a melhor forma de garantir os direitos destes profissionais. "Estamos passando por momentos difíceis na esfera nacional, e isto impacta diretamente ao estado e aos municípios". Disse

A verba do precatório que está em uma conta específica, não pode ser retirada ou movimentada. Enquanto isso, os profissionais aguardam ansiosos pelo pagamento da verba indenizatória.

O caso PRECATÓRIO gera controvérsias diante da opinião pública, que cobra uma postura mais enérgica diante do setor. Pais e alunos reclamam das paralisações e afirmam que os alunos já estão no prejuízo. Por outro lado, a categoria afirma que busca fazer valer seus direitos, e que se já tivesse sido pago, não haveriam paralizações.

© 2013 - 2018 jnhoje.com

Notícias da Costa do Descobrimento, sul e extremo sul da Bahia.


Anuncie: 73 9 8121-8979 | contato@jnhoje.com